O Canadá me Quer

"...A quem enviarei, e quem há de ir por nós? Então, disse eu: eis-me aqui, envia-me a mim." Isaías 6:8

As I come clean segunda-feira, janeiro 25, 2010

Oi Gente, faz tempo que quero falar sobre a tão famosa adaptação.

Por conceito adaptção é ação de adaptar-se, acomodar, processo pelo qual um organismo se ajusta ás condições do meio em que vive. Lendo ou não a definição de adptação creio que na pratica o conceito é meio pessoal, por isso uns se adaptam rapido outros não.

Se sentir adaptado pra alguns é se sentir bem, mesmo que não esteja muito envolvido na comunidade, porque a pessoa não é do tipo que se envolve. Pra outros estar adaptado é estar participando de varias atividades na comunidade em que está vivendo, porque são pessoas que sempre participaram de varias atividades. Pra outras é reunir o maximo de pessoas em uma comunidade do seu país de origem aqui, tem chines aqui desde a infancia que mal fala ingles, pq sempre viveu dentro da comunidade chinesa. Não tem nada de errado com nenhuma das "definições", mas a minha conclusão é que adaptação social tem muito mais a ver com sentimento, claro temos que agir, mas não da pra ser matematico, nem tudo depende somente da sua força de vontade.

Pra mim adaptação tem a ver com fazer parte da cultura local, sem deixar a cultura do meu pais de origem de lado e fazer aqui coisas que eu amava fazer no Brasil como por exemplo fazer parte de um coral, já fazia isso no Brasil, entrei no coral da igreja aqui e isso e me fez muuuiiiitooo bem, além de ser algo que amo fazer, ainda conheço pessoas e pratico inglês. Pra mim tem a ver com vencer barreiras e com fazer coisas que eu amo, aqui ou lá. Adaptação não é uma coisa que acontece de uma hora pra outra, pra MIM não, principalmente porque quando chegamos nosso foco estava em sobreviver, não em viver. Depois de alguns meses começamos a "viver" conhecer mais as cidades ao redor as opções de cada uma, não ficar só em pontos turisticos. Começamos a "recuperar" as coisas boas que tinhamos no Brasil, materias também, mas principalmente as não materiais.

E ainda não acabou, não pra mim, tenho muitos obstaculos pra vencer, eu sei que sempre os terei, falo de vencer obstaculos que já havia vencido no Brasil e quero reconquistar aqui.

Uma das minhas maiores dificuldades iniciais era em relação a comida, primeiro porque os produtos são um pouco diferentes, o fogão é diferente e varias vezes coisas que eu fazia de olhos fechados no Brasil aqui não davam certo. Iamos comer fora e quase tudo era pessimo. Depois de um tempo ja sei que produto comprar, como cozinhar no fogão eletrico (o que a Ana Maria Braga usa). Esse fim de semana me apresentaram até doce de leite cremoso que pode ser comprado aqui, nunca imaginei que tinha. Com o tempo a gente se acostuma com o sabor das coisas aqui e conhece outras culinárias e restaurantes legais, fomos num restaurante indiano em WestVan muito bom, e também num restaurante Italiano em Langley perfeito, mas só encontramos essas perolas graças a amigos aqui.

O grande vilão da adaptação ao Canadá o terrivel frio, nao deu muito as caras esse ano, foram só 2 dias de neve e pouca neve, no mais ta uma mistura de Outono e primavera. Cade vez mais sinto falta de pessoas e não de coisas, mas isso faz parte.

Gostaria de falar sobre fluencia em iglês neste post mas vai ficar muito grande, fica pra parte II. O título, é uma frase da musica do Pearl Jeam " Just Breath" (Apenas respire), é um Idiom que significa "enquanto eu desabafo" ou "já que estou sendo franco"

10 comentários:

César, Valéria, Lara e Anaclara disse...

Eu pessoalmente ao chegar ao Canadá quero me integrar à cultura local de cabeça. No futuro quero ter 2 culturas fortemente enraizadas, a braileira e a canadense.

E a vida segue...

Mari disse...

Olá Simone,

O inicio é meio dificil porque muitas coisas sao diferentes e temos que nos acostumar com elas e encontrar outros caminhos para fazer as mesmas coisas. Mas pra mim particularmente isso é muito prazeiroso e eu mais me divirto do que me estresso.
Ainda estou descobrindo coisas novas e tem sido maravilhosa cada descoberta. Imagine que eu quase chorei quando vi creme de leite no supermercado, rs!!!
Eu tentei sempre me integrar ao que os canadenses costumam fazer. É complicado porque conhecemos muitos imigrantes, rs, mas acho que esta diversidade também faz parte da adaptação e da nossa nova vida.
Agora esta musica é coverdia porque ela é simplesmente linda!!! Eu acho que foi uma das primeira músicas que eu consegui entender a letra somente ouvindo, sem ler antes e me emociono porque penso em tudo o que esta acontecendo por aqui, o quanto sou privilegiada por cada momento e o quanto sou meio idiota por nem sempre falar para as pessoas o quanto eu gosto delas.

um beijo,
Marilena

Dani e CM disse...

SImone
Estas tirando de letra a adaptação
Qdo formos ai vamos marcar algo
Beijocas

Renata, Dory e Olívia disse...

Simone, também sinto cada vez mais falta de pessoas do que de coisas.
Posso dizer que não é fácil, mas muito engrandecedor poder experimentar todas essas mudanças.
Beijos

Simone disse...

Oi Si! Imagino o quanto deva ser difícil essa adaptação, mas o mais importante é que Deus está no comando e vocês seguem firmes e confiantes em Sua maravilhosa graça. Admiro-os MUITO pela coragem de mudar, e digo mudar, em todos os sentidos: de país, de cultura, de hábitos. Deixar o conforto de casa e se "aventurar" em busca de um novo desafio, uma nova oportunidade de vida não é pra qualquer um. Ainda mais com a Lana, tão pequenina ainda. Somos naturalmente resistentes à mudança, mas vocês souberam e estão aprendendo a superar cada obstáculo com alegria e fé. Percebo isso em cada post, (nossa principal fonte de comunicação). Parabéns pela alegria de viver, que sabemos, vem do nosso Amado Pai. Que Ele mesmo os ampare, como tem feito até aqui, e os conforte em momentos de agonizante saudade que eu sei, é quase insuportável, tantas vezes... afinal "até aqui nos ajudou o Senhor", não é mesmo? Um super beijo a você, Leo e Lana. Amo vocês, em Cristo Jesus, que nos uniu no mesmo amor e na mesma fé. Saudades.... Sí.

Casanova CANADA disse...

Leo e Simone,
O post esta perfeito.
Acredio que seja isso mesmo a definição de adaptação.
E cada um tem seu tempo e seu lugar. Mas temos que saber que a vida é uma adaptação eterna, afinal mudanças acontecem todos os dias em vossas vidas, né?
E é assim...ADAPTAR a palavra chave do imigrante.

Abraços!

.Mariana.Daniel. disse...

Oi Simone,

Esse sentimento de adaptação é muito bom, né? Ainda não consigo dizer que estou adaptada, mas minha vida mudou também quando comecei meu voluntariado e depois que comecei a trabalhar. Ter uma atividade e se envolver com os "locais" é muito bom, o melhor remédio pra qualquer sentimento ruim, o que é super comum, como sabemos bem, né? ;) Fico feliz em saber que vc está ainda mais feliz! Keep going!!! :D

Beijos,
Mari

Fer disse...

Olá!
Que bom encontrar mais um casal em situação similar!
Mto bom o blog! Adorei a referencia ao Pearl Jam!!!
Abraço!

paodequeijocongelado disse...

Olá Simone,

Estamos na fase de adaptar a comida e o frio.. o meu nariz já sentiu a diferença de clima. Mas pelo que o pessoal comentou, este ano o inverno está mais tranquilo, o que é ótimo para a gente hehe... pois ainda estamos com as roupas de frio do Brasil hehehe.

Mas o que você falou é realmente certo: no começo estamos sobrevivendo para depois começar a viver!

Abraços.
Camila

Neuzinha disse...

Amiga,

La vou eu pra mais uma adaptacao rsrrs
Mas com Cristo no barco, tudo vai muito bem.
Continue firme e perseverante.

Bjim