O Canadá me Quer

"...A quem enviarei, e quem há de ir por nós? Então, disse eu: eis-me aqui, envia-me a mim." Isaías 6:8

Pequenas coisas que fazem grande diferença segunda-feira, outubro 26, 2009



Quando lia blogues antes de vir pra cá ou até depois de já estar aqui, algumas questões como honestidade aqui sempre eram ressaltadas. E é verdade é gritante a diferença do que estamos acostumados no Brasil, não que não haja desonestidade aqui, claro que existe, mas em menor escala.

Hoje resolvi dar uma volta com a Lana por aqui, ir até a biblioteca passar num parquinho pra balançar (adoro poder me divertir nos brinquedos junto com a Lana) e voltar pra casa. O dia amanheceu chuvoso, escuro, mas derrepente apareceu sol, e quem me conhece sabe que meu lema é "Aproveitar cada instante de sol aqui", tá não precisa ter sol, "Aproveitar cada momento sem chuva aqui", tá eu saio na chuva também, "Aproveitar cada minuto sem neve aqui", depois eu vejo se a neve vai me atrapalhar.

Então la fomos nós, ter sol não significa que não esteja frio, então nos vestimos e coloquei luvas na Lana, novas, lindinhas e quentinhas. Quando fui tirar ela do carrinho já na biblioteca (caminhada de uns 25, 30 minutos) cade as luvas? perguntei isso pra Lana e ela me responde, estão no meu bolso, mas claro que não estavam. Nesse momento me deu uma tristeza, tudo bem é só um par de luva, mas ela no Brasil não perdia nada, aqui já perdeu 3 óculos escuros (ainda bem que comprei numa super promoção), uma bolsa e agora as luvas. A questão é que lá eu não andava de transporte publico e tal. Mas me lembrei da fama de que aqui as pessoas não pegam o que cai na rua e sempre colocam em algum lugar fácil de vêr, perto de onde você perdeu. Das outras vezes não dava pra voltar procurando, estávamos longe de casa, tínhamos pegado onibus, metro, seabus, mas dessa vez eu só tinha que voltar pelo mesmo caminho olhando. Fiquei na biblioteca com ela um tempo, na volta paramos pra brincar num parque e mais a frente não é que as luvas estavam no caminho, bonitinhas me esperando. Alguém que achou, tirou do meio da calçada e colocou em um lugar fácil pra eu achar e fora do caminho, fiquei feliz quando achei.

As luvas são novas e foram usadas pouquissimas vezes, são muito bonitinhas, de uma marca famosa aqui e estava numa avenida movimentada onde tem dois centros comunitários (em frente a um), ou seja, muito movimento, mas ninguém pegou e levou pra si.

Essas pequenas coisas fazem grande diferença.

6 comentários:

.Mariana.Daniel. disse...

Oi Simone,

Acho isso incrível mesmo por aqui. Hoje começou minha tão aguardada conferência lá no Canada Place. Uma hora eu corri pra pegar um lugar no workshop que eu queria participar, mas estava com muita vontade de tomar um café. Simplesmente deixei minhas coisas na sala do workshop (bolsa com tudo dentro) e fui no andar de baixo onde tinha o coffee break. Foi tão natural e nem fiquei pensando na minha bolsa e se ela estaria lá. Muito bom poder fazer isso, né? Também quando vou fazer feira coloco a bolsa na "cadeirinha" do carrinho de compras, "estaciono" o carrinho num lugar e vou pegando os produtos às vezes bem longe da minha vista. Quando eu volto está tudo lá do jeito que deixei, sem o menor problema. Isso não tem preço, né?

Bjs,
Mari

paodequeijocongelado disse...

Olá Simone,

Realmente isso é algo que não temos no Brasil! Pelo menos dessa forma, pois existem sim muitas pessoas honestas aqui (ainda bem!!!).
Mas o melhor não é ter que se preocupar o tempo todo, igual ao post da Mari! Quero viver isso ainda hehehe.. e vou viver o ano que vem!

Bjo
Camila

César, Valéria, Lara e Anaclara disse...

Se fazem a diferença! Vai ser ótimo ter tranquilidade, principal razão de imigrarmos.

E a vida segue...

Luciana e Marcelo disse...

Oi Simone,
Imagino a sua satisfação... é bom encontrar o que perdemos...Em julho fomos para a Serra Gaucha. Em Bento Gonçalves eu tirei as luvas no banheiro e as pendurei atrás da porta. Como sou cuca mole, as esqueci lá.... foi só o tempo de sentar na mesa e sentir frio nas mãos e voltar ... e advinha???? Não estavam mais lá....
Fiquei meio chateada não por ter sido cara (foi bem barata), mas pq a comprei em Curitiba (cidade q adorei conhecer) e adorava ela.... Enfim, acabei comprando outra parecida, mas não tinha a cor da antiga...
Essa é uma das diferenças que aprecio em lugares desenvolvidos, com pessoas de boa fé... isso sim é um exemplo a ser seguido.

Abraços,

Lu

Neuzinha disse...

oi Simone,

Eu tambem perdir um dos meus brincos e nem tinha sentido falta, ai uma semana depois, quando passei pelo mesmo lugar, o brinco estava la de forma q eu pudesse ver. Nem acreditei...
De fato pequenas coisas que marcam e fazem diferençaem nossas vidas aqui.

Inte, Neuzinha

L e F disse...

Olá Simone,
Obrigado pela força!!!
É realmente difícil para mim essa decisão por já ter vivido 5 anos fora do Brasil antes.
Mas eu tb acredito que a experiência aí será muito boa...
Fico feliz que para vocês tenha valido a pena!!!
Bjs,
Flávia